O Que Os Animais Nectarívoros Comem


O que os animais nectarívoros comem

Nectarívoro é um ser vivo que se alimenta exclusivamente de néctar. Em zoologia, um nectarívoro é um animal que precisa obter suas necessidades de energia e nutrientes de uma dieta que consiste principalmente ou exclusivamente do néctar que é produzido por plantas com flores.

O néctar como fonte de alimento apresenta vários benefícios e também alguns desafios para o animal. O néctar é basicamente uma solução de açúcares simples sacarose, glicose e frutose, que são facilmente ingeridos e digeridos, representando uma fonte rica e eficiente de nutrição.

Esta solução é muitas vezes diluída tanto pela planta que a produz quanto pela chuva que cai sobre uma flor e muitos nectarívoros possuem adaptações para efetivamente se livrar de qualquer excesso de água ingerida dessa forma de alimentação.

No entanto, o néctar é uma fonte incompleta de nutrição. Apesar de conter proteínas e aminoácidos, estes são encontrados em baixas quantidades e, é severamente deficiente em minerais e vitaminas.

Alguns nectarívoros também podem ser frutívoros. Isso significa que eles podem sobreviver comendo frutas ou néctar. Por exemplo, embora seja capaz de comer néctar, a dieta de um morcego é composta principalmente de frutas, como os figos.

Muito poucos organismos consomem o néctar exclusivamente ao longo de todo o seu ciclo de vida, seja suplementando-o com outras fontes, particularmente insetos, sobrepondo-se assim aos insetívoros, ou consumindo-o exclusivamente por um período determinado.

O néctar é produzido por plantas com flores e acredita-se que isso sirva para atrair os polinizadores para as flores, que são os encarregados de espalhar o pólen entre elas. As flores geralmente têm estruturas especializadas que tornam o néctar acessível apenas para animais que possuem estruturas morfológicas apropriadas, e há numerosos exemplos de coevolução entre nectarívoros e as flores que eles polinizam.

Por exemplo, beija-flores comem nectar e têm bicos longos e estreitos que podem atingir o néctar no fundo de longas flores tubulares. Enquanto isso, os morcegos, visitam flores abertas onde o néctar não está tão profundamente oculto.

Espécies de Nectarívoros

A maioria dos nectarívoros são insetos ou pássaros, mas outros animais, como alguns mamíferos também podem ser classificados como nectarívoros.

Pássaros

A alimentação com néctar é comum entre as aves, mas nenhuma espécie consome exclusivamente néctar. A maioria combina a sua dieta com insetos ou sementes para uma dieta mista. De particular interesse são três linhagens de aves nectarívoras especializadas: os beija-flores, os que pertencem a familia Nectariniidae e os Meliphagidae, uma família de aves passeriformes pertencentes à subordem Passeri.

Esses grupos se adaptaram para permitir uma dieta central de néctar, demonstrando maior atividade de enzimas digestivas que quebram açúcares, maiores taxas de absorção de açúcares e função renal alterada. Para manter o voo, uma ave deve excretar rapidamente grande parte do teor de água do néctar que consome. Os rins de um beija-flor são capazes de produzir rapidamente grandes quantidades de urina hiposmótica.

Alguns outros grupos de aves têm uma ou mais especializações similares. Por exemplo, Loris, um grupo de psitacídeos australianos dentro da família Psittacidae, possuem modificações digestivas semelhantes.

Insetos

A nectarivoria é bastante comum entre os insetos. As famílias de insetos com grandes proporções de nectarívoros incluem os coleópteros, lepidópteros, dípteros, himenópteros e hemípteros. Alguns, mas não todos, também são polinizadores. Abelhas costumam consumir néctar de buracos feitos por outros insetos, bem como formigas, que frequentemente consomem néctar e pólen quando disponíveis, apesar de inibirem ativamente a germinação de pólen nas flores que visitam em detrimento da planta.

Insetos que se alimentam de néctar ganham bastante água do néctar para raramente precisar beber água, embora borboletas adultas e mariposas possam visitar poças para obter substâncias dissolvidas, particularmente sais e aminoácidos que não consegue encontrar no néctar. Alguns nectarívoros voadores, particularmente abelhas maiores, não perdem água suficiente por evaporação e precisam aguardar a digestão ou evaporação de água excedente.

Aracnídeos

Há evidências de que algumas aranhas, embora normalmente consideradas exclusivamente carnívoras, consomem néctar indiretamente consumindo insetos nectarívoros ou diretamente de flores. Este comportamento é mais comum entre as aranhas que vivem entre a folhagem. Algumas espécies fazem do néctar sua principal fonte de alimento, enquanto outros, como as aranhas caranguejeiras, se alimentam mais raramente.

Mamíferos

Muitas espécies de morcegos se alimentam de néctar, seu estilo de vida é semelhante ao das aves nectarívoras. Morcegos e beija-flores precisam de néctar composto de forma semelhante para se manterem pairando durante o voo. Há uma associação particularmente próxima entre algumas espécies de cactos colunares e espécies de morcegos, que prestam serviços de polinização em troca de néctar com composição correspondente às suas necessidades nutricionais. Os morcegos nectarívoros estão em risco de extinção devido à sua dependência de espécies particulares de plantas com flores. Uma única espécie de marsupial, o gambá do mel, se alimenta exclusivamente de néctar e pólen.

As fontes de néctar que estão disponíveis nas flores são frequentemente fornecidas para atrair animais como borboletas e beija-flores.

Definição

Na botânica, o néctar é um líquido abundante em açúcar secretado por plantas e, que serve para atrair e alimentar animais, seja como adaptação para fins de reprodução ou proteção. É produzido em glândulas chamadas nectários. O néctar é produzido por flores em nectários florais, nos quais atrai animais polinizadores, ou por nectários extraflorais, que fornecem uma fonte de nutrientes para mutualistas de animais, fornecendo proteção contra animais herbívoros.

O néctar é produzido por uma planta, não como fonte de energia ou nutriente para a própria planta, mas para o consumo de vários nectarívoros (animais que comem néctar, como insetos , pássaros , mamíferos e lagartos ). Assim, enquanto as espécies de plantas produtoras de néctar avançam em sua própria sobrevivência e reprodução, elas também estão contribuindo com algo de valor para outras pessoas (o ecossistema e / ou seres humanos ). Por sua vez, muitos desses animais beneficiados fornecem um benefício para as espécies vegetais, refletindo um senso de unidade e harmonia na natureza .

Para os seres humanos, o néctar é economicamente importante como fonte de açúcar para o mel . Também é útil na agricultura e horticultura, porque os estágios adultos de muitos insetos predadores, bem como beija – flores e borboletas, se alimentam de néctar.

Nectário

Um nectário é uma glândula vegetal que secreta néctar. Podem ser nectários florais, geralmente encontrados na base da flor, ou nectários extraflorais, localizados em outras porções da planta.

Nectários florais

Os nectários florais geralmente estão localizados na base do perianto e são usados para atrair animais polinizadores, como abelhas, pássaros ou morcegos. Eles estão posicionados de forma que os polinizadores que buscam o néctar escovem as estruturas reprodutivas da flor, as anteras e o pistilo, enquanto acessam o néctar. Isso permite a transferência de grãos de pólen.

Nectários extraflorais

Os nectários extraflorais são glândulas vegetais produtoras de néctar, localizadas fisicamente separadas da flor ou, se estiverem próximas às partes reprodutivas, não estão envolvidas com os polinizadores. A composição do néctar é de glicose, frutose, sacarose e o restante consiste em aminoácidos e outros nutrientes importantes. Seu conteúdo difere do néctar floral.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page


Tópicos relacionados: