O Que As Ovelhas Comem


O que as ovelhas comem.

Ovelhas são quadrúpedes, mamíferos ruminantes bovídeos da subfamília dos capríneos tipicamente criados como gado. Como a maioria dos ruminantes, as ovelhas fazem parte da ordem dos artiodáctilos.

O carneiro é o macho da ovelha e os juvenis são cordeiros, borregos ou anhos. Ovelhas são animais herbívoros, a maioria das raças prefere pastar na grama e se alimentar de alimentos curtos, evitando as partes mais altas e amadeiradas das plantas que as cabras consomem prontamente.

Tanto ovelhas quanto cabras usam seus lábios e línguas para selecionar partes da planta que são mais fáceis de digerir ou mais nutritivas.

O que as ovelhas comem?

As ovelhas são ruminantes e seus estômagos são divididos em quatro compartimentos , um deles é conhecido como rúmen, que é uma câmara de fermentação onde os microrganismos fermentam e transformam alimentos em energia e vitaminas que os carneiros usam para crescer.

Como a ovelha está no grupo de animais herbívoros, só se alimenta de plantas. A alimentação das ovelhas em um ambiente natural e diferente das que são criadas em cativeiro, e se assim for, elas comerão gramas e arbustos que elas acham.

Este mamífero é considerado um animal de capim, pois sempre procura prados para se alimentar, mas não é o único alimento que consome, pois pode saborear diferentes tipos de grãos e também de feno. É um animal resistente, pois sobrevive sem a necessidade de comer proteína. Sua dieta pode ser baseada em fibras, amido, entre outros.

Então, do que as ovelhas se alimentam?

Ovelhas são animais que se alimentam de grama, não é incomum poder observá-las comendo galhos baixos de árvores ou arbustos que encontram em seu caminho. É um animal de capim que em muitas ocasiões compartilha curral com vacas, cabras e cavalos. Também podem ser alimentadas com feno, grãos e concentrados, durante o verão, quando a grama é escassa.

Plantas diferentes

Ovelhas comem plantas diferentes quando são criadas em diferentes áreas geográficas. As forragens tropicais geralmente não são tão nutritivas quanto as que crescem em climas temperados. Proteína ou energia pode ser o nutriente limitante em uma dieta forrageira. Todas as forragens são mais nutritivas se forem ingeridas em estado vegetativo.

Criação de Ovelhas

As ovelhas são criadas de acordo com as condições climáticas locais. Em lugares onde há grandes áreas de pastagem verde durante todo o ano, as ovelhas são criadas em grandes rebanhos em grandes áreas cercadas por cercas. As ovelhas estão em pastagens durante todo o ano, de modo que as ovelhas dão à luz em um campo aberto. As ovelhas geralmente se alimentam do pasto apenas com a exceção da seca em que o agricultor tende a adicionar comida.

Em lugares mais frios, as ovelhas são mantidas nos currais durante os meses de inverno, quando as ovelhas são alimentadas com alimentos preparados, como feno , silagem ou alimentos concentrados.

Caracteristicas Alimentares

Sendo um mamífero que está entre os ruminantes, podem ingerir uma grande quantidade de comida em um curto espaço de tempo. Depois disso, se retiram para um lugar mais silencioso para mastigar.

Dependendo do tamanho do ruminante, eles têm que comer de um jeito ou de outro. As ovelhas são animais de porte pequeno, sendo que o criador precisa entender quando é necessário suplementar sua dieta.

As ovelhas pastam durante uma média de sete horas por dia, principalmente nas horas em torno do amanhecer e no final da tarde, perto do pôr do sol. Quando os suplementos são fornecidos a ovelhas de pasto, é melhor alimentá-los no meio do dia para que os costumes normais de alimentação não sejam interrompidos.

O comportamento das ovelhas em sua alimentação é característico de ruminantes, alimenta-se repetidamente durante o dia e depois se dedica ao descanso, o objetivo desse comportamento é o uso de recursos energéticos, sendo uma das razões que as ovelhas tendem a ser mais seletivas nos alimentos que fornecem o maior benefício. As ovelhas são muitas vezes criadas juntamente com as vacas, aproveitando a grama baixa que as vacas deixam para trás.

Sistema Digestivo das Ovelhas

Como todos os ruminantes, as ovelhas têm um complexo sistema digestivo composto de quatro câmaras, permitindo que elas quebrem a celulose de caules, folhas e cascas de sementes em carboidratos mais simples. Quando as ovelhas pastam, a vegetação é mastigada em uma massa, que é então passada para o rúmen, através do retículo.

O rúmen é um órgão no qual a ração é fermentada. Os organismos fermentadores incluem bactérias, fungos e protozoários. A massa é periodicamente regurgitada de volta à boca para mastigação e salivação adicionais. Após a fermentação no rúmen, a alimentação passa pelo retículo e pelo omaso. Alimentos especiais, como grãos, podem ignorar completamente o rúmen. Após as primeiras três câmaras, a comida se desloca para o abomaso para a digestão final, antes de ser processada pelos intestinos. O abomaso é a única das quatro câmaras análoga ao estômago humano e às vezes é chamado de estômago verdadeiro.

O que o filhote de ovelha come?

O filhote de ovelha recebe o nome de cordeiro. Nas primeiras semanas de sua vida, todo alimento que um cordeiro precisa é o leite de sua mãe. O colostro é o primeiro leite que uma ovelha produz após o parto. É muito nutritivo e contém anticorpos que ajudam os cordeiros a combater doenças durante a primeira faze de suas vidas. A ovelha produz colostro por apenas um dia. É essencial que os cordeiros consumam colostro adequado. Recomenda-se uma quantidade equivalente a 10% do seu peso corporal.

Os cordeiros começam a comer alimentos sólidos como feno, grama e grãos logo após o nascimento. Quando atingem 4 a 6 semanas de idade, eles podem estar obtendo até 50 por cento de seus nutrientes de outras fontes que não o leite de sua mãe. Já os cordeiros órfãos são geralmente alimentados com leite de ovelha reconstituído porque é mais nutritivo do que o leite de cabra ou de vaca. O leite de ovelha é mais rico em proteínas, gorduras, sólidos e minerais.

A carne de cordeiros que são criados em pastagens é geralmente mais magra e mais saudável do que a carne de cordeiros que são alimentados apenas com grãos.

Suplementação

Quando a forragem fresca não está disponível, as ovelhas são geralmente alimentadas com ração armazenada ou colhida: feno, silagem ou subprodutos da colheita. O feno é a grama que foi cortada  e curada para uso como ração animal.

Outra forma de alimentar ovelhas é através da silagem, abreviação para ensilagem, é a forragem verde que foi fermentada e armazenada em um silo ou outro sistema que mantém o ar fora. Silagem mofada pode causar doenças em ovinos. Às vezes, as plantas da pastagem podem ser cortadas e levadas para as ovelhas.

O grão é frequentemente utilizado para alimentar as ovelhas com maiores necessidades nutricionais, como ovelhas grávidas no final da gestação e ovelhas amamentando. O grão é a parte de sementes de cereais, como milho, cevada, trigo e aveia. Não é algo incomum que as ovelhas comam grãos porque elas sempre comeram as sementes das plantas.

Uma fonte de proteína, como farelo de soja ou farelo de algodão é geralmente adicionada à ração de grãos, juntamente com algumas vitaminas e minerais. Isso geralmente é utilizado quando nutricionistas veterinários fazem um alimento 100% balanceado nutricionalmente. As rações desequilibradas de grãos podem levar a uma variedade de problemas de saúde.

As ovelhas apreciam o sabor do grão e podem acabar tendo problemas digestivos se comerem grãos demais. O consumo de grãos precisa ser regulado, introduzido lentamente e gradualmente na dieta.

Ruminantes, como ovelhas, devem sempre ter algum alimento volumoso como uma ração fibrosa em suas dietas. Pelo menos quinhentas gramas por dia para ovelhas. No entanto, muitos produtores não podem alimentar seus rebanhos de ovelhas com grãos e precisam procurar por outras alternativas.

Fornecendo subprodutos

Subprodutos da produção agrícola e aqueles que são utilizados no processamento de alimentos também podem ser fornecidos a ovinos. Esta é outra vantagem do gado ruminante porque eles podem ser alimentados com produtos que, de outra forma, seriam desperdiçados. Exemplos de subprodutos para ovelhas incluem cascas de soja, cascas de amendoim, farelo de glúten de milho, farelo de trigo e caroço de algodão integral.

Dietas vegetarianas

Embora as ovelhas sejam às vezes alimentadas com subprodutos, como cascas de soja, casca de amendoim ou grãos, elas não devem ser alimentadas com farinhas de carne e ossos ou qualquer outro produto de origem animal. De fato, evitar alimentar ruminantes com produto de origem animal ajuda a prevenir doenças causadas pela ingestão desse produto. Por serem menos resistentes, quase todos os cordeiros consomem dietas totalmente vegetarianas com todos os ingredientes naturais.

Fornecer água para ovelhas

Assim como os seres humanos, a água é o nutriente mais importante que as ovelhas precisam. O quanto elas consomem depende de sua idade, tamanho e nível de produção, bem como a temperatura da água e a quantidade de umidade em sua alimentação.

As ovelhas que consomem capim úmido ou alimentos úmidos como, por exemplo, silagem, já se sentem hidratadas e não bebem muita água porque estão recebendo bastante água de sua alimentação. Por outro lado, elas beberão mais água se comerem feno seco ou grama seca e madura. Ovelhas não gostam de beber água suja e precisam de uma fonte de água fresca e portável sempre por perto.

Predadores

Além de parasitas e doenças, a predação é uma ameaça para as ovelhas e a rentabilidade da criação de ovinos. Ovelhas têm pouca capacidade de se defender, em comparação com outras espécies mantidas como gado.

Em todo o mundo, canídeos como os lobos e incluindo o cão doméstico, são responsáveis ​​pela maioria das mortes de ovinos. Outros animais que ocasionalmente atacam ovelhas incluem: felinos, ursos, aves de rapina, corvos e porcos selvagens.

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page


Tópicos relacionados: