O Que As Lagostas Comem


O que as lagostas comem

Confira o artigo que preparamos e descubra o que as lagostas comem, saiba quais são as características alimentares e quais são os principais animais predadores que comem a lagosta.

Esses animais são grandes crustáceos relacionados a camarões, krill e caranguejos, por isso compartilham várias características. Seu corpo é dividido em três partes, a cabeça é presa ao tórax e as antenas têm uma função sensorial que as ajuda a encontrar comida.

Lagostas vivem ao longo do fundo do mar, e frequentemente habitam tocas e fendas rochosas durante o dia e saem a noite para caçar suas presas.

Caracteristicas das Lagostas

Esses invertebrados têm um exoesqueleto protetor feito de quitina. À medida que crescem, elas mudam esse exoesqueleto e ficam vulneráveis ao predadores até o novo ficar pronto para fornecer proteção. Essas criaturas têm oito pernas e os três primeiros pares estão equipados com garras.

Em algumas espécies, o primeiro par de garras cresce muito maior que o resto. Cada espécie varia ligeiramente de cor, de marrom, azul, laranja e muito mais.

Uma das curiosidades da lagosta é sua longevidade, devido ao seu metabolismo lento. Sua expectativa de vida é de 80 a 100 anos.

Com tantas espécies diferentes, não é surpreendente que lagostas possam ser encontradas nos oceanos ao redor do mundo. Elas podem ser encontradas em todos os oceanos da terra, e algumas espécies estão presentes em vários oceanos. Você pode encontrá-los desde os mares gelados até as águas tropicais.

Esses crustáceos procuram comida ao longo do fundo do mar durante a noite, o que os torna animais de hábitos noturnos.

Lagostas em cativeiro

Esses crustáceos não foram muito domesticados. Elas não se reproduzem bem em cativeiro porque são propensos ao canibalismo. Existem várias espécies de água doce e salgada que são comumente mantidas em aquários.

Em um aquário, as lagostas exigem uma temperatura, salinidade e pH específicos para sobreviver. Certifique-se de verificar os requisitos de cuidados para sua espécie específica. Os requisitos de alimentação também variam dependendo da espécie que você possui.

Lagostas podem voltar a criar novas garras, pernas e antenas.

Muitas lagostas acabam eliminando alimentos não consumidos, plantas e muito mais. Com qualquer espécie de crustáceo, é importante fornecer cálcio para o crescimento saudável da casca, principalmente durante a troca do exoesqueleto.

O que as lagostas comem?

Essas criaturas não são comedoras exigentes e são consideradas onívoras e se alimentarão de praticamente qualquer coisa comestível na qual possam obter suas garras. Presas frequentes incluem peixes, ouriços do mar, algas marinhas, vermes, moluscos, amêijoas, mexilhões, minhocas, vegetação subaquática, caranguejos e até outras lagostas.

Lagostas usam suas garras poderosas para procurar peixinhos. Suas garras versáteis também são ferramentas maravilhosas para agarrar e esmagar pequenas criaturas oceânicas, como amêijoas, ouriços e caracóis. Algumas espécies de água quente não têm garras.

Hábitos Alimentares

Seus hábitos alimentares são noturnos, durante o dia descansam e se escondem de seus possíveis predadores, para sair à noite e caçar sua comida. A lagosta é considerada pelos oceanógrafos como uma espécie de barata do mar, pois pode comer praticamente qualquer coisa que outros animais desperdiçam e até peixes que já não estão mais vivos.

Se a lagosta não conseguir comida, pode cavar no fundo macio do leito do mar para procurar amêijoas e algas para saciar a sua fome. As lagostas cheiram sua comida usando as quatro antenas pequenas na frente da cabeça e os minúsculos pelos que cobrem seus corpos.

Predadores

O principal predador da lagosta é o humano, devido ao seu consumo em todo o planeta. Naturalmente, os predadores são focas e peixes como o bacalhau e o peixe eglefim. Lagostas têm outros predadores que as consomem em seus vários estágios da vida. Sabe-se que linguado, outras lagostas, enguias, lobos e até guaxinins que caçam lagosta durante a maré baixa e comem o crustáceo.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page


Tópicos relacionados: