O Que As Chinchilas Comem


O que as chinchilas comem

Esses pequenos roedores herbívoros são apreciados por muitas pessoas devido ao seu comportamento sociável. Manter esses pequenos animais saudáveis não é uma tarefa difícil e basta dedicar um pouco de atenção em sua dieta para que eles possam desfrutar de uma grande saúde que pode levá-los a viver por até 20 anos.

A maioria das doenças que as chinchilas podem desenvolver é devida ao que comem e, portanto, conhecer a alimentação correta das chinchilas é vital para que esses roedores cresçam saudáveis e da forma correta.

Neste artigo, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre alimentação de chinchilas, caso você já tenha uma ou esteja pensando em adotar várias como animal de estimação, precisará descobrir o que esses animais gostam e podem comer

Informações sobre as Chinchilas

Chinchila é um mamífero roedor do tamanho de um coelho pequeno. De hábitos noturnos, pertencente à família Chinchillidae, cuja origem é a América do Sul, onde existem livres na natureza. Foi possível domesticar esses roedores para serem usados como animais de estimação e para fins experimentais, pois possuem um senso auditivo bastante desenvolvido.

Chinchilas comem sentados nas patas traseiras e segurando a comida nas patas da frente. Comem naturalmente por longos períodos de tempo, principalmente durante a noite.

A facilidade com que esses animais se adaptaram à vida em cativeiro garantiu sua sobrevivência, pois é raro encontrá-los em estado selvagem devido à caça indiscriminada por causa de sua pela e por causa dos muitos predadores que comem chinchilas. A maneira como o animal se move é diferente de outros roedores, porque o faz por meio de saltos pequenos e precisos.

Como animais noturnos, a maioria das chinchilas tem grandes olhos pretos ou vermelhos que são comumente chamados de olhos de rubi. Eles também têm orelhas grandes com bolhas timpânicas proeminentes.

Filhote de chinchila come o que?

A chinchila pode se reproduzir a partir dos 5 meses de idade, após o acasalamento de uma fêmea com um período de gestação de aproximadamente 110 dias. Após esse tempo, um ou dois filhotes podem nascer, já muito desenvolvidos, pois podem pular e correr após algumas horas de nascimento. Embora depois de alguns dias as chinchilas bebê comecem a roer os alimentos, somente depois de dois meses que deixam a dieta do leite materno para adotar uma dieta de chinchila adulta.

O que a Chinchila come?

As chinchilas têm uma dieta herbívora, o que significa que sua dieta é muito ampla e variada, embora em cativeiro as chinchilas comam principalmente feno. Atualmente, existem no mercado rações de chinchilas especiais que atendem aos seus requisitos alimentícios e são baseados em ervas, frutas, cereais e diferentes misturas naturais.

As chinchilas produzem dois tipos de fezes – pelotas duras e secas e pelotas úmidas e macias que comem e que são uma parte essencial de sua dieta.

Dieta básica de chinchilas

As chinchilas não são animais granívoros, ou seja, não comem somente grãos ou sementes. Portanto, sua dieta é baseada principalmente em 3 tipos de componentes com suas porcentagens correspondentes:

  • 5% de legumes e frutas;
  • 25% de ração peletizada e misturas de alimentos;
  • 70% de feno

O sistema digestivo da chinchila é delicado, por isso, se queremos oferecer um novo alimento em sua dieta, isso terá que ser administrado aos poucos para a flora intestinal do bichinho se acostume com a nova comida. De um modo geral, a alimentação correta de chinchilas deve ser composta da seguinte dieta:

  • 3% de gorduras saudáveis;
  • 4% de açúcar;
  • 6% de minerais;
  • 14% de proteína;
  • 35% de fibra;
  • 38% de carboidratos.

Feno para chinchilas

O feno é o alimento principal de chinchilas. Seu percentual deve chegar a pelo menos 70% do total de alimentos disponíveis diariamente, pois é composto principalmente celulose e fibras. Esses dois elementos são essenciais nas refeições das chinchilas, porque os intestinos desses animais precisam estar em movimento constante.

Os sistemas digestivos das chinchilas precisam de feno e grama para funcionar corretamente. Chinchilas comem naturalmente gramíneas, folhas e galhos.

Os dentes das Chinchilas nunca param de crescer e precisam comer feno para ajudar no desgaste progressivo dos dentes. Também podemos encontrar em casas para animais de estimações alguns suplementos de cálcio, como pedras ou blocos de cálcio, para chinchilas degastarem os seus dentes, mas, como um alternativa mais simples e acessível, a ingestão de feno é o bastante.

Para alimentar um chinchila corretamente, o melhor é sempre fornecer diferentes tipos de feno para chinchilas, como dente de leão ou alfafa, para que o animal consiga obter todos os nutrientes de que precisa para sobreviver

Alimentos para roedores ou rações para chinchilas

Alimentos para animais roedores ou pellets também são um elemento principal para alimentar chinchilas. O mais importante é que a ração adquirida seja sempre fresca e de qualidade. Além disso, não deve ser substituída ou confundida com rações para outros animais, como porquinhos da índia ou hamsters.

As misturas que podemos encontrar em pet shop ou loja de animais são uma mistura de diferentes alimentos para chinchilas que são balanceados por veterinários nutricionistas. No entanto, devemos entender que as rações são um complemento ao feno que fornecerá outros nutrientes ao seu corpo.

A quantidade recomendada de ração diária para chinchilas pode variar devido ao tamanho do animal. Por isso, é sempre melhor consultar as informações na embalagem do fabricante. Em geral, costuma-se fornecer de 25 até 30 gramas por dia, ou seja, uma pequena porção ao dia.

Legumes e frutas para chinchilas

Embora seja um alimento necessário, frutas e legumes são os alimentos que as chinchilas menos comem. Embora esses alimentos sejam saudáveis e também os que as chinchilas mais gostam, é preciso moderar na quantidade diária, já que o sistema digestivo desses roedores não consegue assimilar tão bem esses alimentos, causando alguns desconfortos e até problemas intestinais. Os vegetais e as frutas recomendadas são:

  • Folhas de cenoura;
  • Escarola;
  • Rúcula;
  • Acelga;
  • Espinafre;
  • Maçã.

Outros alimentos para chinchilas

As nozes, sementes de girassol, avelãs, amêndoas são alimentos admirados, como se fossem doces para os chinchilas. Portanto, se você deseja agradar esse animal de estimação, forneça esse tipo de comida moderadamente, em quantidades pequenas e, em intervalos regulares.

Hidratação

A hidratação é algo indispensável para chinchilas, por isso é importante o excesso cautela ao fornecer água ao animal. Água precisa ser pura e você deve garantir o livre acesso a ela.

Chinchilas precisam:

  • Acesso constante à água potável de um bebedouro, verificada duas vezes ao dia. Sem água, as chinchilas podem ficar gravemente adoecidos.
  • Feno de boa qualidade, que deve constituir a maior parte de sua dieta e deve estar disponível o tempo todo. Um pallet de feno é uma boa maneira de oferecer feno.
  • Os dentes das chinchilas crescem continuamente ao longo de sua vida, necessitando de desgaste e manutenção no comprimento e formato correto. Não comer a dieta certa pode resultar em graves problemas dentários.
  • Dê às suas chinchilas quantidades pequenas de frutas secas e vegetais de raiz como guloseimas. Você também pode dar-lhes diversas ervas secas.
  • Evite nozes e sementes, pois são ricos em gordura.
  • Se eles comem demais da comida errada, por exemplo, grãos, frutas ou doces, podem ficar acima do peso. Se a dieta correta estiver sempre disponível, as chinchilas geralmente se mantêm com o peso certo.
  • Evite mudanças bruscas na dieta, isso pode perturbar o sistema digestivo e deixá-los muito adoecidos.
  • Monitore a quantidade e os tipos de alimentos que a chinchila come e quanto de água eles bebem. Se os hábitos da chinchila de comer ou beber mudarem, o número ou tamanho dos excrementos diminuírem ou eles pararem, converse com seu veterinário.
  • Quanto uma chinchila precisa comer depende de sua idade, estilo de vida e estado de saúde.

Alimentos a evitar

Alimentar a sua chinchila com quantidades excessivas de pellets não fornece fibra suficiente para seus tratos gastrointestinais (que exigem alta fibra para fermentação de alimentos) e não fornece ao volumoso desgaste dos dentes em crescimento contínuo.

Doces como frutas secas, grãos, nozes e sementes não devem ser oferecidos, pois não são facilmente digeridos e podem causar danos aos dentes. Objetos duros, como galhos de árvores frutíferas não tóxicas (como macieiras, pereiras e pessegueiros), podem ser dados para promover a mastigação e o desgaste dos dentes, mas árvores tóxicas (como cerejeira e cedro) devem ser evitadas.

Como as chinchilas não podem vomitar, alimentos pequenos ou duros, como frutas secas, sementes, passas ou nozes, podem ficar presos na parte posterior da boca ou no esôfago, causando engasgos, salivação e falta de apetite, além de possíveis problemas respiratórios. Materiais não digeríveis, como lascas de madeira, também podem causar obstruções. Chinchilas com esses sinais devem ser examinadas imediatamente por um veterinário para extrair o material alojado.

Chinchilas na natureza

Chinchilas na natureza tendem a consumir a maior parte de sua comida de manhã cedo e tarde da noite. Da mesma forma, as chinchilas de animais de estimação devem receber alimentos duas vezes por dia, mas podem consumir alimentos ao longo do dia, pois tendem a comer mais lentamente do que outros pequenos animais, como coelhos e porquinhos da índia.

Predadores

Como pequenos herbívoros, chinchilas são presas típicas de muitos predadores. Seus pequenos incisivos e seus dedos parcialmente atrofiados, com garras muito curtas não são suficientes para protegê-los.

Sua salvação está nos saltos que consegue dar, os membros posteriores, mais desenvolvidos que os anteriores e com almofadas antiderrapantes, além de uma cauda grossa e espessa, permite que ele se levantem para assistir à distância, pular, saltar como cangurus e escalar paredes de pedra para escapar em alta velocidade com o menor aviso.

Além disso, pode soltar os pelos, que saem em tufos e a cauda se parte facilmente, sistema de defesa conhecido como autotomia para escapar dos poucos predadores naturais como, por exemplo, aves de rapina, raposas e martas.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page


Tópicos relacionados: