O Que Os Lêmures Comem


O que os lêmures comem.

Lêmures comem frutas mas também podem se alimentar de folhas e legumes. Raramente, quando não encontram comida, complementam a sua alimentação com insetos e animais pequenos.

O lêmure é um primata mamífero que existe apenas em Madagascar e nas ilhas Comores, que fica localizado no sul do continente Africano. É um animal de hábitos noturnos e seu excelente olfato permite encontrar alimentos entre árvores e pastagens.

Lêmures vivem numa sociedade matriarcal e as fêmeas desses lêmures machos têm um único parceiro e dependem dele para transportar e alimentar os filhotes.

Hábitos Alimentares Dos Lêmures

Os lêmures, muitas vezes, comem as frutas e as nozes que encontram em seu habitat natural. Estes alimentos são geralmente fáceis de encontrar nas árvores onde eles habitam, lêmures consomem insetos e até mesmo pequenos animais quando os frutos não estão disponíveis devido a estação ou as condições climáticas.

Seus hábitos alimentares ajudam no crescimento de novas árvores também porque quando eles se movem em torno dessas árvores, eles acabam derrubando as sementes, sendo uma forma simples e eficientes de remanejar as áreas florestais com novas árvores e plantas locais.

Quando o suprimento de alimento é escasso, os lêmures são capazes de desacelerar o metabolismo e, isso permite que eles sejam capazes de sobreviver, em vez de desvanecer devido a fome, quando é difícil de encontrar comida. No entanto, quando as condições adversas persistem por um longo tempo, eles sentem dificuldade em se adaptar.

Já quando encontram muita comida, os lêmures comem o máximo possível até que fiquem fartos de tanto comer, sendo que muitas espécies de lêmures consomem até duas vezes o seu peso corporal antes que chegue a estação com menos alimentos. Isso é feito por uma questão de sobrevivência porque permite que eles armazenem gordura suficiente para sobreviver quando ficam com pouca comida na próxima estação de estiagem.

O lêmure é um animal bastante inteligente e consegue se adaptar as mudanças que acontecem em seu ambiente natural. seu território pode se tornar muito grande devido a busca por comida. Eles costumam viajar grandes distâncias durante a estação chuvosa para encontrar recursos alimentares em áreas mais propensas e com vegetação.

Predadores naturais dos lêmures

Os gritos dos lêmure podem ter diferentes finalidades, servem para se comunicar, alertar sobre a aproximação de predadores, seja pelo solo, seja pelo alto das árvores e até para demarcar seu próprio território.

Quando os primeiros dentes molares começam a nascer nos jovens lêmures, eles começam a querer procurar sua própria comida. É neste momento, de falta de experiência e habilidades suficiente com movimentos, em que os lêmures mais novos são vulneráveis aos seus predadores. Mas não só isso, correm o risco de cair das árvores porque eles ainda não sabem como usar sua cauda direito para se segurar e pular grandes distâncias.

O principal predador do lêmure é o falcão caçador cinzento. Quando um falcão sobrevoa próximo de onde estão os lêmures, eles emitem sons, como um alerta para os demais e descem para se esconderem nos arbustos. Se perceberem que foram descobertos, fogem velozmente.

Outros predadores do lêmure são o cão e o gato. Para espantar o predador em potencial, estes animais produzem sons sincronizados para assustá-lo e fazê-lo recuar. Mas o predador mais perigoso do lêmure é o homem que o caça para comer ou comercializá-lo e também devasta o seu habitat.

Alimentação dos Lêmures

Lêmures filhotes alimentam-se do leite de sua mãe, isso lhes fornece toda a nutrição de que precisam para se desenvolver e se tornar adulto. No entanto, se a comida for escassa ou muito difícil de encontrar, sua prole pode não conseguir sobreviver porque ela não poderá produzir todo o leite suficiente para alimentar seus filhotes da forma adequada. Para amenizar isso, os lêmures costuma nascer em épocas abundantes de alimento para ajudar no aumento de sua própria sobrevivência.

Cada indivíduo é o responsável por encontra sua própria comida mas a fêmea dominante possui muita influência nos hábitos alimentares do bando inteiro. Quando a família de lêmures está estressada, todos passam por uma tendência de começar a comer menos. Além disso, todos os membros da mesma família seguem o comportamento da fêmea dominante, por exemplo, se ela não quer consumir um certo tipo de alimento, então todos os membros da família também deixam aquela comida de lado.

Os principais conflitos dos lêmures entre si tem a ver quando não há alimentos suficiente para todos. Quando a comida fica mais escassa, as fêmeas dominantes consomem primeiro a comida, seguido de seus filhos. Isso faz com que muitos dos machos precisem deixar a família por um tempo ou sair por tempo indeterminado em busca de comida.

Já as fêmeas que não são dominantes e seus descendentes podem falecer pela fome. À medida que se tornam fracos, os filhotes também são empurrados das arvores por fêmeas fortes, e essas fêmeas obtêm toda a comida que conseguem dos outros lêmures.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someonePrint this page


Tópicos relacionados: